terça-feira, 15 de maio de 2012

Recomendamos este Livro...


Prefácio do Pe. Luis Miguel Hernández:

“Basta ver um cartaz de cinema, entrar numa livraria ou ligar a televisão para nos apercebermos da imensidade de propostas ecléticas e confusas da cultura atual. Naturalmente, no melhor dos casos um jovem dos nossos dias só pode ficar perplexo e desorientado. Ou, no pior, séptico e prisioneiro de uma mentalidade comum tão informe quanto uniformizada.

 Apesar de tudo, a maior parte dos jovens portugueses do início do século XXI recebeu uma iniciação na fé católica e porventura reconhece-se explicitamente como católica. É principalmente a eles que se dirige este livro, sejam praticantes ou não, tenham mais ou menos dúvidas, tenham ou não participado alguma vez nas Jornadas Mundiais da Juventude.

 A cultura católica continua também hoje a propor-se como alternativa a essa grande confusão em que vive o homem contemporâneo. Não como mais uma alternativa a escolher entre as muitas, mas como algo tão fascinante, misterioso e totalizador que desperta um interesse nunca antes imaginado. Poderíamos dizer, com uma imagem, que se propõe como aquele primeiro amor, genuíno e puro, que faz com que todos os outros pretendentes à conquista do próprio coração sejam desclassificados de imediato.
Mas qual é a natureza deste fascínio, desta curiosidade e interesse únicos? Só podem ter uma raiz: o encontro concreto, real, com o acontecimento da presença de Jesus Cristo. Dito de outra maneira, só pode realizar-se num percurso individual de procura e encontro com o próprio Deus feito homem, na companhia dos outros homens e mulheres que nele acreditam.

 Cada católico é único. Ao contrário do que afirma o habitual cliché, as circunstâncias de cada pessoa são uma condição essencial da sua fé, vocação e percurso. Não existe portanto um itinerário comum, uma «porta grande» para todos, mas sim uma «porta estreita», que é o caminho que Deus prepara para cada indivíduo. Assim, George Weigel apresenta-nos neste livro o seu caminho, de uma forma muito pessoal: os seus lugares, os seus encontros, as descobertas que marcaram a sua vida. Como se fossem postais enviados a um amigo de longa data, confidencia-nos as suas experiências e através delas, como é lógico, propõe-nos algumas tentativas de descrever elementos universais da fé católica e alguns convites à nossa reflexão e ao confronto pessoal.

 Como bom americano, não tem medo de explorar as questões mais delicadas, como o sofrimento e a morte, o exercício da liberdade e os sacramentos, a sexualidade e a respetiva moral da Igreja Católica. Ao mesmo tempo, como americano viajado e extremamente culto, não se limita a dar umas pinceladas superficiais sobre cada assunto, mas dedica cartas inteiras a descrever minuciosamente os vários matizes da experiência humana e cristã.

 Aliás, o interesse do livro aumenta progressivamente graças a esta amplitude de horizontes que Weigel transmite a cada página, introduzindo um exemplo literário, artístico, histórico ou geográfico. Surpreende o tom coloquial e por vezes até humorístico, que se conjuga com os seus conhecimentos de literatura, pintura e arquitetura, de teologia e de história, em particular da história da Igreja e do pontificado de João Paulo II (do qual foi o mais importante biógrafo). 

 A característica mais impressionante do estilo de Weigel é que, no fim do percurso, compreende-se a unidade e organicidade das suas «cartas». A multiplicidade de temas e a riqueza das reflexões e referências não são já uma confusão de saberes desconexos, mas entrelaçam-se numa unidade global: um desenho universal, isto é, católico.”
O Pe. Padre Luis Miguel Hernández é pároco de Alverca desde 2010. Pertence à Fraternidade Sacerdotal dos Missionários  de São Carlos Borromeo e ao Movimento Comunhão e Libertação. Fez o doutoramento em Literatura e Língua Inglesa na Universidade Complutense de Madrid. 


Autor:
George Weigel é um conhecido escritor e professor universitário norte-americano. É autor de numerosos livros, entre os quais, Testemunho de Esperança, a mais importante biografia de João Paulo II, A Verdade do Catolicismo, The Final Revolution, e The Courage To Be Catholic. É membro efectivo do Ethics and Public Policy Center de Washington, onde detém a Cátedra John M. Olin de Religião e Democracia Americana. Weigel, que escreve a coluna semanal “The Catholic Difference”, publicada em vários jornais dos Estados Unidos, é consultor da NBC para assuntos do Vaticano e participa com regularidade em programas de televisão e rádio. Vive com a mulher os seus três filhos em North Bethesda, Maryland.